O MARAVILHOSO INTERMEDIÁRIO

Resumo dos Dons do Espírito Santo, pois nunca foi terça parte de Deus, nem espírito comunicante, nem símbolo dos bons espíritos, mas sim carismas ou mediunidades, por onde Anjos ou Espíritos Mensageiros produzem maravilhas: :

“Quem dera que o Senhor desse o Seu Espírito Santo e que toda a carne profetizasse” – Números, 11, 29.

“Derramarei o Meu Espírito Santo sobre a tua semente, e a minha bênção sobre a tua descendência” – Isaías, 44,3.

“Derramarei o Meu Espírito Santo sobre toda a carne, e vossos filhos e filhas profetizarão, vossos velhos terão sonhos e vossos jovens terão visões” – Joel, 2, 28.

“Sobre aquele que vires descer o Espírito Santo, esse é que em Espírito batizará” – João, 1, 33.

“Daqui em diante vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem” – João, 1, 51.

“Deus não é de mortos, mas de vivos, porque aqueles que forem dignos da ressurreição, serão como os anjos do céu” – Mateus, cap. 22.

“Mas o Consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviará em Meu nome, Ele vos lembrará tudo quanto vos tenho dito” – João, 14, 26.

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que virá sobre vós, e ser-me-eis testemunhas em Jerusalém, Judéia e Samaria e até aos confins da Terra” – Atos, cap. 1.

“E foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem” – Atos, cap. 2.

“Porque para vós é a promessa, e para quantos estiverem longe, quantos o Senhor a si quiser chamar” – Atos, cap. 2.

“Porque a um pelo Espírito Santo é dada a palavra de sabedoria, a outro de ciência, a outro a fé, a outro o dom de curar, a outro a produção de maravilhas, a outro a profecia, a outro o discernimento dos espíritos, a outro as línguas diversas, e a outro as interpretações” – I Ep. Coríntios, cap. 12.

“Estendendo a tua mão para curar e para que se façam sinais e prodígios pelo nome de teu santo filho Jesus” – Atos, cap. 4.

“Porque, sendo exaltado por Deus, e, tendo recebido de Deus a promessa do Espírito Santo, derramou a este sobre vós, como agora o estais vendo e ouvindo” – Atos, 2, 33.

“Caríssimos, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de DEUS, porque muitos já foram os falsos profetas que se levantaram no mundo” – I Ep. de João, cap. 4.

“Testificando também Deus com eles, por sinais, milagres, várias maravilhas e Dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade” – Hebreus, 2, 4.

“Antigamente, em Israel, indo alguém consultar a Deus, dizia assim: Vinde, e vamos ao vidente, porque ao profeta de hoje, se chamava então vidente” – I Samuel, 9, 9. Tradução: Ferreira de Almeida.

“E estes sinais seguirão aos que crerem: Expulsarão os demônios; falarão novas línguas; manusearão serpentes; bebendo potagem mortífera, não lhes fará mal; porão as mãos sobre os enfermos e os curarão” – Marcos, 16, 17.

“Aquele que pecar contra o Filho do homem será perdoado, mas aquele que blasfemar contra o Espírito Santo será réu da Justiça Divina” – Jesus.

Esse Divino Documentário, com suas lições sobre a Lei de Deus e o Divino Mediunismo, Instrutor e Consolador, foi atraiçoado pela Besta e o Falso Profeta, dois imundos cleros, previstos no capítulo 13 do Apocalipse. Foi no ano 313, na Cidade dos Sete Montes, que começaram os bestialismos.

EVANGELHO ETERNO E ORAÇÕES PRODIGIOSAS ebook adobe

SUBO PARA MEU PAI E VOSSO PAI, E PARA MEU DEUS E VOSSO DEUS... word adobe

Os Dez Mandamentos

Os Dez Mandamentos

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

SILÊNCIO CRIMINOSO...



SILÊNCIO CRIMINOSO...


“Aquele que se esbater contra esta rocha rebentar-se-á, e aquele, sobre quem ela cair, será esmigalhado” – Jesus.


Na hora cíclico-histórica em que o Planeta e a Humanidade transitam da primeira meia idade, para a segunda meia idade, tendo de enfrentar o mais empolgante e angustiante movimento transitivo, com grandezas e baixezas fazendo registrar nos espíritos marcas cármicas indeléveis, importa que sejam apontadas as maiores advertências bíblico-proféticas. Como afirma o Apocalipse, no capítulo vinte e um, um Novo Céu e uma Nova Terra virão a fulgurar, no mapa das eras evolutivas; mas, entendam bem quantos queiram ser prudentes, porque merecimento perante as Leis Regentes ou Fundamentais, sem RESPONSABILIDADE, não existe.


Falaz e palpiteiro, metido a julgar o Princípio ou Deus, julgando-se com capacidade de contradizer as Leis Divinas, disso é muito capaz, aquele que na carne é apenas candidato a moribundo e a defunto. Entretanto, como o espírito é imortal e responsável, queira ou não, tendo em tempo certo de enfrentar a JUSTIÇA DIVINA, é também em tempo certo que apontamos para as advertências necessárias. A Lei Moral ou de Deus, e o Cristo Divino Molde, são Instituições Divinas contra as quais se rebentarão todas as estultícias humanas. Erram totalmente aqueles que, trilhando os caminhos da ignorância e do erro, das depravações, das inversões e dos crimes em geral, chegam a si mesmos, e ao próximo, para justificar, ou pretender justificar as suas mesmas ignorâncias e imundícias.


Ninguém irá tirar, da História e das advertências bíblico-proféticas, a lição que Sodoma e Gomorra legaram à Humanidade... E como na hora histórica de findar o Primeiro Céu e a Primeira Terra, ou a primeira meia idade planetária, toda sorte de sujidades é defendida e praticada por vastas porções humanas, convidamos no sentido de ler o seguinte:


“Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos, e mudaram a glória do Deus incorruptível, em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.


Pelo que também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos, entre si, pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente.


Pelo que Deus os abandonou às paixões infames, porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza, e semelhantemente também os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza, e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.


E como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm, estando cheios de toda a iniquidade, prostituição, malícia, avareza, maldade, cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade, sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães, néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia, os quais, conhecendo a Justiça de Deus, não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem” – Romanos, 1, 22 a 32.


Quem tiver que saber, sentir, falar e agir, tenha cuidado com o que faz. Quem tiver que ouvir alguém, para pôr em prática algum conselho, tenha cuidado com o que ouve, porque a ignorância, a depravação, a inversão da ordem natural, para isso é que convidam. Quem é da Luz convida para a Luz, quem é da treva convida para a treva. A vida carnal é transitória, a juventude passa, a desencarnação chega e o espírito imortal vai enfrentar outros rincões vibracionais, de Luz e Glória se soube cultivá-las, de treva, dores e remorsos, se assim o desejou, pelas suas obras. O tempo presente, com suas tremendas contradições, está muito bem assinalado nas páginas do Sermão Profético de Jesus, e no capítulo 22, do Apocalipse. São advertências imortais, porque Deus não falha...


Se o homem tivesse de viver, por controlar ele mesmo a oxigenação do sangue, a circulação do sangue, o sistema digestivo, o funcionamento dos sentidos, etc., por certo não duraria alguns minutos, porque tudo seriam ignorâncias, desordens e morte... Entretanto, principalmente os portadores de consciência emporcalhada, como sabem advogar em causa-própria, se tornam apologistas do crime, da depravação, das inversões em geral!...


O mais deplorável, em tudo isso, é que, enquanto os mais emporcalhados caracteres vão penetrando faixas das relações públicas, dos veículos informativos, das artes e da imprensa, pois são bastante unidos e organizados, os líderes religiosos, em geral, cometem o SILÊNCIO CRIMINOSO, calam covardemente, envergonham-se de proclamar as advertências bíblicas. Isto, quando não ocorre o pior, pois chegam ao cúmulo de amparar, em suas fileiras, com pleno conhecimento de causa, elementos devassos, invertidos, depravados, verdadeiros fermentos da malignidade.


Aqui deixamos, aos cuidados dos responsáveis pelas VERDADES DIVINAS, as palavras imortais do Sermão Profético, do Apóstolo dos Gentios e do Apocalipse, que no tempo certo, provam, PORQUE FORAM ENUNCIADAS HÁ QUASE DOIS MIL ANOS. Se chegou a hora dos acontecimentos profetizados darem testemunhos das verdades bíblico-proféticas, é porque chegou a hora de todos aqueles que se dizem Pastores das Ovelhas do Senhor, deixarem de lado a covardia, proclamando ao mundo o que devem proclamar, isto é, que existe uma fronteira entre as VERDADES DIVINAS e as sujidades humanas.


Deixem os sectários, donos de credos, de lado suas politicalhas, e lembrem pelo menos estas palavras de Jesus, para estes tempos grandiosos e perigosos, de múltiplas conquistas grandiosas e tremendos desvios de ordem Moral: “Porque naqueles dias, de tanto verem grassar o escândalo, até muitos escolhidos, a ele se entregarão”.


Como pode alguém se arvorar em Pastor de Almas, se na hora de maior perigo para as ovelhas, ele se porta como covarde? E que dizer daqueles que, fingindo-se de Pastores, marcham paralelos à ignorância, ao erro e à depravação?


Portanto, na hora apocalíptica mais grave de toda a História Planetária, devemos alertar a todos sobre o seguinte: Contra a Lei de Deus ou Código Moral e contra o Cristo Divino Molde, se hão de levantar os pregoeiros do materialismo, da brutalidade, das inversões sexuais, de todas as depravações e desvios. E a Justiça Divina, em tempo certo dirá com quem está a VERDADE. Cuidem-se, portanto, os errados e os Pastores traidores de suas fundamentais obrigações. Porque, sobre aqueles que se dizem Pastores de ovelhas, cairá a Justiça Divina com mais rigor.


O TRABALHO


É o trabalho, em síntese, a movimentação intra e extra do espírito, a fim de se desenvolver. Existir e movimentar é a lei da vida; e quem se movimenta no seio da Lei de Harmonia, certamente sofre menos e chega primeiro ao ponto crístico. No exterior, no mundo formal, trabalhar é extrair, movimentar, manufaturar, fabricar, dispor e utilizar; quando a espiritualidade reinar, certamente não haverá choques entre as diferentes condições e situações sociais, havendo perfeita distribuição de trabalho e rendimento. O trabalho é função divina, é necessário à evolução, à eclosão crística. O trabalho é a lei que ensina o mutualismo, que faz respeitar a própria necessidade, que obriga a reconhecer a necessidade alheia. A fraternidade encontra no trabalho, ou no produto do trabalho, a sua oportunidade de intervir, o seu instrumento de se fazer valer. Renunciar é o modo mais amoroso de trabalhar, porque trabalhar pelo gosto de servir, de ser útil, é realmente uma obra divina. O trabalho, nos mundos superiores, é encarado como oração, por isso mesmo que constitui organismo, por isso mesmo que não aumenta a uns e nem diminui a outros, porque os deveres são distribuídos pelo critério das necessidades e pelo gosto de ser útil. Ninguém tem o direito de se dispensar do trabalho, porque todos têm necessidade a atender, obrigações sociais a cumprir. Seja patrão o Estado, seja patrão o simples irmão, há sempre muita responsabilidade no ato de fazer trabalhar e na obrigação de remunerar. Somente Deus é Senhor de tudo e de todos, havendo, portanto, muita responsabilidade em dar serviço e em tomar serviço. Importa que o trabalho seja encarado de maneira a mais moralizada possível, a fim de a vida jamais tomar aspecto sacrifical. O aspecto sacrifical da vida, nos mundos inferiores, tem por causa a falta de respeito pela própria vida. Uns querem ser mais do que os outros, tomando os bens do mundo como fator de ordem hierárquica, quando a verdadeira hierarquia reside no Amor e na Ciência, tem base nas virtudes imortais.


Na Terra ainda não houve organização perfeita, para efeito de aplicação do trabalho, do fator evolutivo, porque nunca houve, globalmente, respeito pela função de viver. Vida não quer dizer miséria e sacrifício. Vida significa integrar a Ordem Divina, significa participar de Deus. E na Terra o viver ainda é, para muita gente, a chave de todos os sacrifícios, por falta de respeito pela Sagrada Origem de tudo e de todos. Mandantes e mandados, por falta de melhores conhecimentos espirituais, transformam o trabalho em instrumento de lutas e de choques, de perseguições mútuas sem proveito para ninguém, porque a Lei de Harmonia reage por ordem, não toma conhecimento de partidarismos, quando é vilipendiada.


Pode-se conhecer o grau de adiantamento de um mundo, de sua Humanidade, pelo processo de trabalho que nele funciona. Em nenhum mundo superior o trabalho representa sacrifício, porque ninguém abusa do direito e nem do dever de trabalhar e de fazer trabalhar. O trabalho não serve de explorador do indivíduo e nem da coletividade, porque extrair, elaborar, dividir e consumir toma a feição de ato religioso, de atuação espiritual, de oblata ao sagrado direito da vida. A Terra é o mundo em que os irmãos, por causa dos rudimentos do mundo, das riquezas passageiras, se esfolam e se marcam tristemente perante as leis de Causa e Efeito. Na Terra trabalhar não é participar do honroso fenômeno de viver, porque pouco ou nada sabem os seus habitantes, sobre a Origem Divina, o Processo Evolutivo e a Sagrada Finalidade da Vida. Na Terra ainda tomam os bens exteriores como principais, esquecendo por isso mesmo, que no túmulo cessam as riquezas do mundo e começam a funcionar rigorosamente as responsabilidades adquiridas. Um minuto depois da morte empregados e patrões nada mais são, sem ser filhos de Deus, irmãos que terão ou não cumprido bem com a função de viver no plano carnal. Cessa tudo quanto é formal e grosseiro, mas ficam de pé as responsabilidades.


Quando se fala em mundos e em formas, trata-se de bancos escolares, nada mais nada menos. Condições e posições representam oportunidades de aprendizados e de aperfeiçoamentos. Através dos mundos e das formas o espírito aprende a valorizar o Emanador, a Emanação, as Virtudes e as Leis Regentes. É importante não esquecer esta realidade, porque ninguém atinge o Grau Crístico sem passar pela prova dos mundos e das formas. E tudo isso representa apenas programa de trabalho, pois é impossível haver evolução espiritual sem a intervenção do trabalho. Logo, nunca se encare o trabalho como oportunidade de uns explorarem a outros, de uns fazerem de outros apenas escravos ou objeto de prevenções criminosas.


Do ponto de vista material, do meio-ambiente onde o espírito deve movimentar os seus poderes e as suas virtudes latentes, a Fortuna é a Terra, o Capital é o trabalho e o Patrão é o Espírito já Humanizado. Quando todos souberem honrar a função de viver, de participar da Ordem Divina, O Trabalho será uma oração e os bens derivantes do Trabalho sobrarão para todos. A Natureza doada por Deus, aos filhos terrestres, é para lá de pródiga. Não sejam miseráveis de espírito os homens, que a miséria a ninguém atingirá, nem a pobres e nem a ricos, nem do plano carnal e nem no mundo espiritual, para onde passam as contas que sobram do mundo; contas que jamais deixarão de sobrar, pois o plano material tem fim, mas o espírito nunca terá, ficará sempre para responder pela sua conduta. 




OSVALDO POLIDORO.




EVANGELHO ETERNO E ORAÇÕES PRODIGIOSAS

Arquivo do blog

EVANGELHO ETERNO E ORAÇOES PRODIGIOSAS

English.........Spanish.........Português

PARA O MOMENTO DE REPOUSO

EVANGELHO ETERNO E ORAÇÕES PRODIGIOSAS

VEJA AS PUBLICAÇÕES NOS BLOGS POR ASSUNTO

LIVROS DO PRINCÍPIO SAGRADO, DEUS OU PAI DIVINO

LIVROS INDISPENSÁVEIS

EVANGELHO ETERNO E ORAÇÕES PRODIGIOSAS - Este Evangelho Eterno é o prometido por Deus no Apocalipse, Capítulo 14 versículos de 1 a 6.
Promessa Apocalíptica: A vinda do livro EVANGELHO ETERNO, a maior mensagem endereçada à Humanidade, em todos os tempos. Do embrião à cristificação, tudo ensina sobre o espírito. É a Bíblia da fase de maturidade.

_____________

NOS DOMÍNIOS MARAVILHOSOS DA PSICOMETRIA - As maravilhas da vidência psicométrica! Os grandes eventos da Humanidade em revisão, através da faculdade que virá a ser, no futuro, uma torrente de Graças Celestiais. Todos os dirigentes de Mesas Espíritas, e todos os médiuns devem conhecer esta obra, porque as faculdades evoluem com a evolução humana, sendo normal que haja consciência disso nos obreiros fiéis!

_____________

ÀS MARGENS DO MAR MORTO - Você sabe o que significa, para um recém-morto, uma visão retrospectiva? Você conhece alguma coisa do que restava, nos dias de Jesus, da Escola Profética Hebréia, ou Seita dos Nazireus, onde João Batista e o Divino Mestre fizeram seus aprendizados das coisas do mundo, para em seguida darem cumprimento à missão que os trouxe ao mundo dos encarnados?

_____________

VERDADES IMORTAIS - Todas as verdades apresentadas em três facetas - A Verdade que é; a Verdade segundo os conchavismos sectários; e a Verdade naturalmente relativa. Um livro para quem deseje, de fato, pensar com simplicidade e pureza de intenções, para se elevar perante Deus.

_____________

LEI, GRAÇA E VERDADE - O Espiritismo histórico-profético, exposto através dos textos bíblicos em progressão. Ninguém poderá conhecer bem o Espiritismo, sem ler esta obra, tão grande por dentro o quão pequena por fora.

_____________

O MENSAGEIRO DE KASSAPA - Além de conter referências sobre Gandhi, em sua função após o desencarne, contém um relato empolgante, sobre os prejuízos do contemplativismo asceta. É um livro inesquecível, porque contém, também, vinte pontos fundamentais de Doutrina, cujas raízes mergulham o leitor nas verdades Eternas, Perfeitas e Imutáveis de Deus.

_____________

BEZERRA DE MENEZES E NARRATIVA INICIÁTICA - Não foi feito para ser a biografia de Bezerra de Menezes; mas sim, fizemo-lo, por ordem do Alto, para constituir o programa de assistência e curas espirituais, programa que no Brasil será um verdadeiro ofertório de Graças do Céu. Nenhum espírita brasileiro tem o direito de ignorar esta obra. A NARRATIVA INICIÁTICA, que faz parte do livro, é um poema de amor à Verdade Interior, ao Reino do Céu que cada um tem dentro de si e vive aguardando libertação.

_____________

CONFISSÕES DE UM CORRUPTOR - No quarto século o Caminho do Senhor, edificado sobre a Moral, o Amor e a Revelação, foi corrompido. Este livro relata como foi que se deu o imenso crime praticado por Constantino, uma verdadeira segunda crucificação do Cristo!

_____________

O PENTECOSTE - História que lembra o maior dia do Espiritismo, pois ele é a Restauração do Batismo de Revelação, que foi a função missionária do Cristo!

_____________

A VOLTA DE JESUS CRISTO - Expõe o diagrama dos Sete Céus e suas múltiplas subdivisões a começar da inferioridade na subcrosta, até atingir o Sétimo Céu com suas luzes e glórias; traz manifestações consoladoras das mais divinas onde pontificam os espíritos do Reino do Puro Espírito ou Crístico. Expõe o trabalho, na carne e fora dela, do Grande Apóstolo que foi Bezerra de Menezes e o incansável e maravilhoso trabalho de Maria, a Grande Mãe com seu amantíssimo coração socorrendo nos lugares de dor com suas legiões, sob a tutela da Impoluta Justiça Divina.

_____________

A BÍBLIA DOS ESPÍRITAS – Extratos da Bíblia e de OS GRANDES INICIADOS. O livro de consultas para todos os homens desejosos de conhecimentos fundamentais. Todas as Grandes Revelações em revista. Os precursores do Cristo Inconfundível, todos eles expostos, através de textos transcritos e comentados, transformados em verdadeira catadupa de estuantes verdades emancipadoras. O livro que preenche a lacuna, que demonstra ser o Espiritismo a Revelação Final, pelo fato de ser a entrega à Humanidade do próprio Instrumento Revelador! O Cristo de Deus apresentado ao vivo, para o Espiritismo ser entendido de uma vez por todas.

_____________

O NOVO TESTAMENTO DOS ESPÍRITAS – Uma abordagem do Novo Testamento com versículos comentados, apresentando o Divino Documentário Bíblico-Profético, que não entrou na Codificação do Espiritismo no século XIX.

Uma obra de consulta para quem quer despojar-se dos dogmatismos e sectarismos, estribados em estatutos humanos.

Dos Evangelistas ao Apocalipse, o leitor é levado a conhecer o espírito e a inteligência das palavras, acabando com o conceito de que a Bíblia é um livro difícil ou enigmático.

VEJA TODOS OS LIVROS DISPONIBILIZADOS PARA DOWNLOAD

PARA O MOMENTO DE REPOUSO

Senhor! Minh’alma vai, por alguns instantes, achar-se com os Espíritos que habitam o Espaço, enquanto meu corpo, por concessão de Vossa infinita bondade, vai repousar. Permiti que os Vossos bons Espíritos me ajudem com seus conselhos.
Meu Anjo Guardião, iluminai-me para que eu, ao despertar, conserve uma salutar impressão dos conselhos dos bons Espíritos.

Seguir

Ocorreu um erro neste gadget

SCRIBD DIVINISMO